Como estudar para o Enem com a ajuda dos Simulados!

Simulados Enem – Uma das principais dicas para os estudantes que querem estudar para o Enem é o treinamento. Essa é umas das principais dicas que professores especialistas em preparação para o Enem, disponibilizam aos seus alunos. Por meio das provas antigas é possível se preparar e rever conteúdos que podem fazer a diferença no resultado. Afinal uma boa nota no Enem pode significar o ingresso ao ensino superior.

Por isso, separamos algumas dicas importantes para quem está estudando para o exame, confira:

Como estudar para o Enem

Saiba escolher as provas certas para fazer o simulado: Fazer provas de concursos anteriores da mesma banca é uma boa prática para testar o seu conhecimento e direcionar melhor os estudos. Só é necessário prestar atenção para não escolher provas antigas, porque o perfil dos concursos muda com o tempo e de nada adiantaria. Principalmente questões dos anos anteriores a 2009.  O perfil da prova mudou e mesmo ainda existindo  raciocínio e interpretação de gráficos e mapas, agora há mais conhecimento da matéria.

Invista em cursos preparatórios: Existem cursinhos voltados especificamente para simulados preparatórios para o exame. Você pode estudar para o Enem pela internet e você esgotar as provas disponíveis em sites, os cursinhos presenciais podem ser uma alternativa. É indicado que o estudante adquira o hábito de resolver semanalmente provas semelhantes a do exame. Isso ajuda a ganhar prática, além de desenvolver a concentração, agilidade e resistência física do estudante para o dia do exame, além de possibilitar a melhoria na estratégia que será utilizada na prova.

Simule o tempo de prova: É importante ressaltar que o Enem também é considerado uma prova de resistência. Atualmente  o exame tem duração de dois dias e os alunos precisam estar bem preparados fisicamente. O tamanho da prova pode se tornar um problema se o candidato não estiver preparado.  Cada dia de prova conta com 90 questões, mais a redação no segundo dia. Por isso, o candidato precisa tomar cuidado com o cansaço, estudar com antecedência, simular o tempo, a fome, o sono, cansaço e desempenho.

Não esqueça da redação Enem: Além de simular exercícios, o estudante também precisa simular a elaboração da redação durante o exame. O sistema de correção do Enem está cada vez mais rígido, como a exigência do domínio da norma culta para receber a nota máxima além da avaliação das notas dadas pelos dois corretores para que a prova seja corrigida por um terceiro. Por isso na redação para o Enem faça simulados levando em consideração o tipo textual a ser aplicado na redação e como ele será avaliado. Saiba quais serão as das cinco competências cobradas e a explicitação dos critérios de avaliação, além de entender o que a prova espera que o candidato redija, como compreensão da proposta solicitada na prova.

Também é uma boa forma de se preparar para a prova, fazer uma leitura detalha das últimas redações que tiraram nota 1000 na avaliação, para poder ter uma base do que a banca considera excelente. Assim, resolve do alguns temas, o aluno terá condições de montar uma metodologia baseado na sua realidade, entendendo suas limitações e qualidades.

O estudante precisa sempre ter em mente que um bom resultado indica que o conteúdo está dominado, mas é sempre importante manter o ritmo de estudos, para não perder o nível de excelência conquistado; um resultado não tão satisfatório é a indicação de que o estudo deve ser intensificado. Aproveite os conteúdos indicados pelo simulado e faça uma revisão e até alguns exercícios específicos para suprir a deficiência.

Por fim, não esqueça que algumas disciplinas podem ter sofrido alguma alteração de conteúdo, por isso cuide os gabaritos que tenham tomado por base informações que já não sejam mais verdadeiras.

Leave a Comment